sexta-feira, 19 de setembro de 2014

só mais uma.


oi, bom dia (: 

esse é um conto que estou escrevendo, comecei ontem e não tenho ideia de como terminará, 
quem quiser enviar ideias, estou aceitando (:
sei que está ruim, até porque comecei ontem e não parei pra ajeitá-la, quis deixá-la crua mesmo.
até mais \o

*****

E ali, bem na minha frente, estava o rapaz que eu amava, bem ao seu lado, com um grande sorriso no rosto, estava Elizabeth, uma garota magra avantajada, com cílios longos e com bastante rímel, os cabelos castanhos alisados e usava um vestido rosa sem mangas. Do outro lado da mesa estava Paulo e eu. Paulo era um rapaz alto de cabelos loiros e com sardas nas bochechas. Liza era sua melhor amiga, que pediu para eles saírem em casal, ela e seu mais novo ficante. Como Paulo estava tentando arduamente ter alguma chance comigo, eu cedi. Nossa, nunca me arrependerei tanto quanto este dia.
Paulo tagarelava com Liza, e eu mantive meu queixo apoiado na mão, sem prestar muita atenção ao que conversavam, preferi observar as pessoas ao redor da praça de alimentação. Sempre foi uma mania, observar as pessoas quando estas não estão vendo. Elas estão sempre focadas no que fazem que esquecem de olhar o redor. Até que escutei meu nome.

- Ah, Jenny é assim mesmo, distraída como sempre. - respondeu Paulo sem conseguir esconder a amargura na voz.

- Então não temos que nos preocupar se ela está no tédio, não é? - perguntou Elizabeth, apoiando o braço no ombro de Otávio (?). Observei calada enquanto eu era o centro da conversa. Percebi então que Otávio olhava-me atentamente, com seus penetrantes olhos verde escuros, como se nenhuma luz fosse capaz de atravessá-lo. Eu o conhecia a praticamente 4 anos, mas naquele dia, fingi como se tivesse o conhecido pela primeira vez. O choque foi tão grande que não soube como agir, quando Liza nos apresentou só pude dizer "Prazer em conhecê-lo", e ele com um meio sorriso, manteve minha mentira, aparentemente mais confortável com a ideia.

Por um tempo daquela tarde eu consegui sorrir. Até sentir meu estõmago revirar e meu coração doer de tanto Liza se esfregar nele. Então resolvi ignorar tudo e escapar da realidade. Mas naquele momento em que captei seu olhar eu senti tanto o meu desconforto quanto o dele. Parecia querer me dizer palavras que a boca não conseguia soltar. Desviei o olhar e respirei fundo, sorrindo de alguma brincadeira que Liza tirava sobre mim.

- Então Otávio, se ela parecer estranha - disse ela - não ligue. Nós conhecemos ela, e é bem normal mesmo.

- Ela estar com cara de quem vai vomitar é normal? Não sabia dessa. - ele deixou escapar.

- Eu não estou com nenhuma cara. - respondi indignada e surpresa.

- Realmente, só estava pensando em quando devia levá-la ao banheiro para não ser aqui, na frente de todos. - ele se curvou sobre a mesa, aproximando-se de mim. 

Revirei os olhos e ele sentou-se novamente escondendo o sorriso. Quando Liza se apoiou novamente nele, o sorriso se desfez. Naquele pequeno momento em que sua voz foi direcionada a mim, senti as angústias serem afastadas. Entenda, nós nunca estivemos juntos, namorando ou se beijando, o máximo que tive foram abraços apertados e raros, porque mantemos uma distância mais que aceitável do outro. Por quê? Não me pergunte isso, porque a resposta é inaceitável. Ajo como uma criança precisando de um empurrão para agir. E ele, a mesma coisa. Até nossos caminhos nos separarem, e perdermos a chance de ficarmos juntos. E olhe onde chegamos, em um encontro de casal. Com os pares trocados. 

sábado, 6 de setembro de 2014

more one


visível que foi feita no paint kk
desenhei primeiro no papel, mas só tenho papel de caderno,então arrisquei fazer no noot,
infelizmente não saiu como eu queria kkk
tentei baixar aqueles programas pra desenho, mas não consigo com o mouse,
 parece que treme tudo rs.
devia ter só suavizado essa linha negra do controle, e o cabelo dela não era para ser assim )':

acontece,
boa tarde (:


pronto, melhorada :D

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

daughter


youth - daughter


still - Daughter


run - daughter

eu já tinha escutado algumas músicas dela, há um tempo atras, mas pra ser sincera não tinha gostado,
até ouvir Still. 
Passei mais de dois meses escutando só o album dela e agr estou postando as minhas preferidas,
não sei dizer qual mais gosto, mas cada uma me deixa em um torpor diferente, apesar de serem semelhante.
Gosto muito de Run \o consigo visualizar duas pessoas fugindo em uma floresta densa, com pessoas correndo atras deles. Talvez a musica nem fale sobre isso kk mas enfim, 
me transporta pra um mundo imaginário.

Escutem sejam transportados também (:

terça-feira, 2 de setembro de 2014

okay .-.


Fapo na sujeira :s esse cagão u.u
eu tento tirar essa crosta ai amarronzada, mas é impossivel, sério, já tentei um monte de coisa, só não apelei pro ácido ou soda cáustica .-.
mas hoje a gaiolinha ja ta "limpa" :D sem caca e jornal sujo.



isso foi no The Sims, e juro que não entendi,
apareceu que eles tiveram um encontro épico e ele tava feliz, até teve rola enrola, 
ai ele diz "Ahn não ligue pra mim"
 what the fuck?
queria entender .-.


boa noite everyone \o

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

doctors


hoje fui buscar o resultado de um exame que fiz, mas infelizmente o médico faltou --'
dei uma olhada e procurei na internet o que queria dizer,
algumas coisas deram erradinhas, só duas na verdade, a glicemia que deu baixa e os linfócitos,
vou esperar o que o médico diz.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

day, oh long day



bem, eu tinha planejado tirar mais fotos da praça, mas algumas coisas deram erradas e isso foi tudo o que consegui, ou ao menos as melhores que tive, já que fiquei no max 30 min por lá.
Queria ter ido no Parque dos Igarapés, acordei com muuuuita vontade de nadar, pretendo ir semana que vem ou na próxima, mesmo que eu vá só :B 
não pude deixar de fotografar a menina com as bolhas, eu simplesmente adoro bolhas de sabão, 
quando eu era pequena costumava fazer no banho com sabonete, apesar de que elas saiam grandes e pesadas e caiam no chão sem flutuar, mas servia rs.

Sábado estreou o primeiro ep da 8ª temporada de Doctor Who, e parei pra assistir ontem,
e okay, eu sinto que essa temporada irei assistir que nem a passada, só por ver. 
não consegui nem terminar de ver o episódio e não foi por cansaço, foi porque tava chato mesmo.
Ainda sinto falta do David lindo *-*


adoraria que voltasse a ser ele, mas nea..
Por enquanto o Capaldi ainda está muito deslocado, e depois do adorado Matt vai ser meio complicadinho ele se ajustar, mas esperarei que ele fique bem no papel.
Ah, sem contar que a companion Clara é realmente irritante, mas tudo bem.
vamos torcer pra que eles melhorem.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

a little bit of summer




férias acabando, pra muitos já acabaram, mas para mim só semana que vem, 
mas já sinto o quanto trabalhoso esse novo semestre será,
mas acredito que aproveitei imensamente esse tempo.
Admito que não fiz nada útil, nada grandioso, nada esplêndido,
li, joguei, namorei, assisti filmes, cozinhei, conversei, viajei,
coisas agradáveis que limpam as mentes cansadas.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

feet by feet


não estou me sentindo muito bem, há quase um mês (ou mais) estou doente,
e hoje a fraqueza foi mais forte, estava difícil andar, e só andei porque estava na rua e precisava resolver algumas coisas, mas se não fosse a rotina de por um pé na frente do outro acho que eu ficaria parada.
o sol também estava muito forte, pra me ajudar e.e
amanhã irei pra mosqueiro, eu amo aquele lugar, fazer o que (:
vou me deitar cedo, 
boa noite antecipado.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

countdown


este sábado eu, meu pai, minha mãe, minha irmã e o Niel fomos pintar nosso apartamento, estamos de mudança, contagem regressiva. 
mas um dos rolos de pintar era muito escroto e respingava demais kk e adivinha quem ficou com ele? \o
eu e a mamãe, esse foi o resultado, deveria ver o rosto como estava..



no domingo fui na Praça da República, ultimo Arraial do  Pavulagem, não sou chegada,
mas queria ir na praça pra mudar de ares.
Me encontrei com a Aline e o Jerry, namorado dela. Ficamos lá um tempo e
depois eu e o Niel fomos embora. O balão da Ariel ele comprou pra irmãzinha dele.